outubro 23, 2008

Em nome da honra


Trabalhos feitos pelos meus alunos do 5o ano/ ARVI.


Inicialmente, os samurais eram apenas coletores de impostos e servidores civis do império oriental. Posteriormente, por volta do século X, foi oficializado o termo "samurai", e este ganhou uma série de novas funções, como a militar. O nome "samurai" significa, em japonês, "aquele que serve". Um termo mais apropriado para Samurai é bushi ("guerreiro ou homem de armas"). Era esperado dos Samurais que eles não fossem analfabetos e que fossem cultos até um nível básico. Todos os samurais dominavam o manejo do arco e flechas. Alguns usavam também bastões, lanças e outras armas como a foice, corrente e jutte.
Os samurais obedeciam a um
código de honra não-escrito denominado bushidô (caminho do guerreiro). Segundo esse código, os samurais não poderiam demonstrar medo ou covardia diante de qualquer situação.
Havia uma máxima entre eles: a de que a vida é limitada, mas o nome e a
honra podem durar para sempre. Por causa disso, esses guerreiros prezavam a honra, a imagem pública e o nome de seus ancestrais acima de tudo, até da própria vida.
A
morte, para o samurai, era um meio de perpetuar a sua existência. Tal filosofia aumentava a eficiência e a não-hesitação em campos de batalha, o que veio a tornar o samurai, segundo alguns estudiosos, o mais letal de todos os guerreiros da antiguidade.
Talvez o que mais fascine os ocidentais no estudo desses lendários guerreiros é a determinação que eles tinham em freqüentemente escolher a própria morte ao invés do fracasso.
Leia mais aqui.

3 comentários:

Adriano Queiroz disse...

Lígia postei o microconto-poema completo no meu blog.

Obrigado pela contribuição.

Abraços.

Vinícius Rocha disse...

hey ho... gostei do mural :-D

beijocas

MCI disse...

Que coisa mais linda, Lígia!
Adoro dobraduras!
:c)