setembro 04, 2008

Casulos

Pro Vinícius
e pra Catarina,
com o sentimento
que só eles
saberão entender.

Passa uma borboleta por diante de mim
E pela primerira vez no Universo eu reparo
Que as borboletas nao têm cor nem movimento,
Assim como as flores nao têm perfume nem cor.
A cor é que tem cor nas asas da borboleta,
No movimento da borboleta o movimento é que se move
O perfume é que tem perfume no perfume da flor.
A borboleta é apenas borboleta
E a flor é apenas flor.

(Alberto Caeiro)

2 comentários:

Dionísio Goyáz disse...

que lindo tudo isso! fico olhando pra tela sem ter o q escrever pq é tao nosso isso! Participei, sim, mas o mérito é todo teu!

qta exclamaçao pr´um dia bem do gênero

beijos com asas de PSIQUÊ ;-)

Giuliano Quase disse...

fernando pessoa sempre me causa uma espécei de cãibra cerebral